Sala para conter reflexões

CATEGORIA: CATEGORY: Colaboração , Exposições Colectivas

Instalação site-specific em colaboração com Manuel Mesquita para Bienal de Arte Contemporânea da Maia 2019,
curadoria de Luís Pinto Nunes e Luís Albuquerque Pinho

Sala para conter reflexões 2019

A alteração das características morfológicas de um espaço pode provocar a deslocação da sua realidade, dotando-o de novas acepções e contextos, reconfigurando a sua percepção e a relação que adquire com o que intersecta. O exercício de descodificação do espaço passa também pela sua anulação da percepção da sua dimensão espacial fundamental, o que ao contrário do seu desvanecimento passa por acrescentar um layer na sua possibilidade de descodificação à interpretação e conhecimento. 

Este exercício de reconfiguração indicia a necessidade de recalibração dos sentidos da percepção, permitindo que a sua compreensão ganhe outra dimensão e sensibilidade.

O ausência de eco atribui uma nova dimensão ao modo como percepcionamos as dimensões do espaço, assim como a nossa capacidade de isolar o mundo que nos rodeia e a nossa dimensão pessoal interior. O som e sua manipulação, são característica do espaço, e assim sendo, tem uma capacidade elementar de o alterar e definir. 

Um espaço revestido em papel impresso e guilhotinado, precedente de erros e desperdícios de impressão de uma gráfica sediada na Maia, caracteriza este novo espaço seco e sem capacidade de reflexão sonora, quase amorfo – um espaço de anulação. Esta sala para conter reflexões altera a estrutura e a acústica interna do contentor marítimo aproximando-se de uma câmara anecóica. A intervenção de Mafalda Santos tem a colaboração do músico Manuel Mesquita para a criação de material sonoro que habitará este contentor. A necessidade de um momento onde a informação é clara e evidente, mesmo que pela anulação do ruído exterior, leva-nos a considerar a pertinência de um espaço que possibilite uma reflexão precisa, sem a contaminação do exterior. Quando tomamos consciência de nós próprios pelo efeito da anulação do som suscitado pela câmara anecóica que nos induz a um momento de introspecção.

Luís Pinto Nunes

Luis Albuquerque Pinho

PARTILHE NAS REDES SOCIAIS:

MAIS TRABALHOS:

  • Cosmo/Política #2 Conflito e Unidade | Mafalda Santos artista
    Cosmo/Política #2- Conflito e Unidade
    2018
  • A Bula do Medo (2020) | Mafalda Santos artista
    A Bula do Medo
    2020
  • 1999-2006 (2006) | Mafalda Santos artista
    1999 A 2006
    2006

Voltar a TRABALHOS

Scroll to Top